segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Sobre os óculos quebrados

Foto: We Heart It

Atualmente me encontro em um dilema muito sério: troco minha armação por outra nova, usando a mesma lente, ou troco a lente e a armação? 

Parece que, para este problema, a solução é bastante simples, mas não é!

Com nova armação, continuarei usando a mesma lente, antiga e um pouco arranhada. Para esta lente, precisarei de uma armação que se encaixe perfeitamente a ela. Isso me tira a liberdade de escolher novos modelos, com cores e design renovados. Mas, por outro lado, torna a despesa menos custosa, pois lentes são muito caras.

Com a compra de lente nova e armação, tudo muda! Modelo, formato, cor, estilo. Nova lente, sem um arranhão sequer. Nova armação, bonitinha, do meu novo jeito. Mas isso é mais caro para mim. Precisarei de mais tempo para juntar o dinheiro, e de abrir mão de aquisições outras, como roupas e computador.

Estão vendo? Não é tão simples assim. Para continuar usando velhos óculos, preciso aceitar que a lente continuará arranhada e que, para utilizá-la, precisarei me adequar à armações que se encaixem a ela.

Assim como, para ter lente e armação trocadas, precisarei de tempo para conseguir o dinheiro necessário, e da consciência de que não poderei obter novas coisas enquanto os óculos não forem pagos.

A vida é assim. Exatamente assim. Deixar que certas coisas continuem da mesma forma, é mais cômodo, mas causa limitações. Já decidir expandir e obter novas formas de olhar e agir, trazem desafios e sacrifícios, em que precisamos jogar fora velhos hábitos.

Esse é um dilema que todos enfrentamos, dia-a-dia. Sobre óculos, sobre nós.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Tem coisa

Foto: WeHeartIt

Tem coisa que a gente não precisa resolver com terapia. Lambida de cachorro basta;

Tem coisa que não se resolve com [ou apenas] dinheiro. Sentir a chuva batendo no rosto já deixa tudo melhor;

Tem coisa, veja bem, muita coisa mesmo, que não depende apenas de você. Deixa na mão do Cara lá de Cima, que Ele resolve;

Tem coisa que só mãe resolve;

Tem coisa que fica maior quando deixamos de ver os amigos para ficar remoendo tudo em casa;

Tem coisa que resolve com feijão caseiro, pizza de frango com catupiri e brigadeiro de panela;

Namorado(a) não resolve solidão, emprego não resolve desocupação, roupa não veste o vazio. Resolve sermos completos ao ponto de doar um pouco da gente pro outro;

Resolve fé,  resolve conhecimento,  resolve muita coisa,  a tal da caridade;

Livro cura. Cura falta de emoção,  criatividade,  gramática;

Resolve dar tudo que não serve.  Resolve mais ainda não comprar tudo achando que se precisa;

Tem coisa que resolve do nosso jeito,  do jeito do outro,  de qualquer jeito.  É só querer!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Um dia quis voar

Foto: WeHeartIt


Não porque fujo das estradas que a vida me faz percorrer
Não porque no mar às vezes fico pra lá e pra cá
No céu não tem árvore, não tem peixe, não tem casa de madeira
No céu tem estrelas
Mas um dia quis voar
Porque parece que o céu não tem dono
Está lá, às vezes azul , às vezes escuridão
Está lá sustentando muitas coisas, talvez o universo
E mesmo assim suas nuvens formam figuras de bichinhos
E de lá caem pingos que parecem cristais de vidro
E também lá os pássaros viajam para o Sul
E se o céu é todo liberdade, é lá que eu  quero estar
Voando.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Estamos de volta!


Foto: WeHeartIt

Queridos (as) leitores (as) do blog, venho por meio deste informar que sim, os textos do “Coisinhas” estão de volta! Yeeeeeeeey!

Ficamos um ano separados, não é? Não sei vocês, mas eu senti uma falta imensa de compartilhar meus pensamentos com  meus (inhas) leitores(as) tão queridos(as) e amados(as)! E paparico mesmo, porque sem o apoio e incentivo de muitos aqui, não teria voltado com esse projeto tão especial para mim.

E aí, o que fizeram durante o ano que se passou? Eu aproveitei esse período de distância vivenciando muitos momentos – bons e nem tanto – e procurando pensar em formas de expressá-los novamente aqui neste espacinho todo nosso.

Conto com vocês, meus fies escudeiros (as), para essa mais nova empreitada do Blog Coisinhas! Vamos lá?

Beijos com amor!